nirvana my girl

Loading...

sábado, 12 de setembro de 2015





Dia haverá que, ao acordar de manhã,
pensarei em outras coisas que não sejas tu.
Que não indagarei mais o porquê,
Que terei transcendido esta saudade.
Que não sentirei por ti mais nada,
nem ao menos amizade...
Enganas-te e enganas-me com tua segurança
Quando dizes que não pensarás mais em mim um só momento
Nunca serei pra ti mera lembrança
E isso desde quando invadi teu pensamento.
Instalei-me nele, sorrateiro, astuto,
No frágil instante em que com medo estavas
De entregar-te inteira a um prazer soluto
Que do teu corpo, em explosão, brotava.


Dia haverá que não precisarei mais
saber como tu tens passado:
se feliz ou triste, se contente ou amuado.
Que não perguntarei mais de ti
a ninguém, porque pouco me importará
se estiveres passando mal ou bem...
Nem que não queiras te dirão os outros
Que infeliz vagueio pelo mundo
Do dia em que fiquei sem os teus beijos
Que, deliciosos, me marcaram fundo.
Que em minha boca ainda aparecem os traços
Louca de amor deixaste nela os dentes
Nas minhas costas as marcas dos abraços
Fúria de fêmea ... sensual, pujante


Dia haverá que não pedirei mais a Deus
que tu me escrevas, que me ligues,
me procures ou dês sinal de vida.
Que não abrirei mais as cartas na mesa,
no afã de encontrar uma saída.
Que não precisarei mais te contar os detalhes
aqui da minha lida...
Abrirás sim, todas as cartas
Na ânsia cega de saber de mim
Me contarás com as vogais exatas
Tudo que sofres por estar assim.
Sempre gostei de saber-te a lida
Dá-te prazer contar-me as coisas tuas
Sou parte integrante dessa tua vida
Somos um só ... os dois de almas nuas

Dia haverá que tu estarás banido da minha mente,
do meu destino, das minhas noites insones.
Que conseguirei olhar as estrelas,
sem chorar e sem gritar teu nome.
Que terei me sobreposto e dizimado este fadário
Na última lágrima,
Na última conta do meu rosário.
Olhando as estrelas certamente lembrarás
Foram pra nós o palco de alegria e dores
Sob elas juramos nos amar
Sob seu brilho enxergamos nosso mundo em cores.
Cada lágrima tua juntou-se a uma minha
E assim um mar onde hoje brilha a Lua
Tu não consegues caminhar sozinha
Gritou pra sempre : "Serei somente teu !"

Nenhum comentário:

Postar um comentário