nirvana my girl

Loading...

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Coração Apaixonado








Não sei porque repentinamente meu coração ficou mergulhado na sombra da tristeza, é talvez efeito da solidão,respondeu-me a voz da razão,
Antes eu sempre estive solitário,mas jamais tão triste como agora.
Olho a noite embalsamada de perfumes primaveris e fico sem compreender a razão do ser dessa melancolia.
Tudo é belo,o luar cor de prata, a noite transparente e azul...
Você esta presente em tudo,no luar cintilante que hoje me aparece tão triste,
No sussurro da brisa que toca levemente os meus cabelos com suas mãos de sonhos,
Nas estrelas que piscam silenciosamente no céu.
Agora compreendo porque estou triste...
Você esta em toda parte mas não está ao meu lado estou sozinho, e a noite é linda...
Minha alma tem frio e meu coração pulsa fortemente inquieto
como se estivesse desfalecendo,
você está em toda parte,
na noite linda, no luar nas estrelas,
e principalmente dentro do meu
coração.

NUNCA ME ESQUEÇAS
ESTAS SEMPRE COMIGO,TE AMO,MAIS QUE POSSAS SER AMADA
POR ALGUEM,NUNCA TE ESQUEÇAS DISSO!



quinta-feira, 12 de abril de 2012

Eis a questão!







Há pessoas que nos libertam...
há outras que nos aprisionam e asfixiam.

Há pessoas capazes de extrair de nós o que há de melhor e mais bonito...
há outras que colocam em evidência toda a nossa imperfeição.

Há pessoas que nos tomam pela mão e nos conduzem...
há outras que nos empurram para o abismo da desorientação.

Há pessoas que semeiam flores de esperança e luz...
há outras que vão colocando espinhos na nossa cruz.

Há pessoas que nos injetam vida, otimismo, confiança...
há outras que aniquilam nosso equilíbrio e temperança.

Há pessoas que nos fazem multiplicar nossos poucos talentos...
há outras que nos fazem enterrar os poucos que supúnhamos ter.

Há pessoas que são balsâmicas em nossas vidas...
há outras que tornam completamente inócua a nossa lida.

Há pessoas que nos estruturam e nos levantam...
há outras que nos fragmentam e nos desmontam.

Assim posto, até onde o destino o permitir,
que possamos ficar longe daqueles que nos são corrosivos,
e que possamos ficar perto daqueles que nos são benfazejos.

Mas às vezes, por uma destas razões incompreensíveis da natureza humana,
 descobrimos com espanto que há pessoas que simultaneamente nos elevam e nos abatem...
nos levantam e nos derrubam...
nos apedrejam e deitam bálsamo nas nossas feridas.

E, mais perplexos ainda ficamos, quando constatamos que por um capricho
da Criação, ou quem sabe, da nossa mísera condição,
não somos vítimas passivas deste processo, e que vivendo e interagindo,
vamos nós também distribuindo (querendo ou não querendo)
alegrias e dores, mágoas e alentos, luz e escuridão... Como se dançássemos em perfeita simetria
Ou como se contracenássemos em perfeita sintonia com os nossos
"balsâmicos algozes".
Tal é a humana condição... eis a questão!